Horner contraria Sainz: «No próximo ano estará de novo num Toro Rosso»

Carlos Sainz - Toro Rosso - Canadá
Carlos Sainz - Toro Rosso - Canadá

Carlos Sainz afirmou nesta quinta-feira que em 2018 será «improvável» que continue na Toro Rosso. Christian Horner reagiu assim nesta sexta-feira: «Então, não sei onde é que vai estar.»

O diretor da Red Bull fez questão de «por os pontos nos is» garantindo que o espanhol continuará na equipa satélite: «O Carlos Sainz está sob cotrato. Exercemos a sua opção, por isso está sob contrato e temos uma opção sobre ele para o próximo ano e o ano seguinte. No próximo ano, ele estará de novo num Toro Rosso.»

«É preciso lembrar que ele só teve uma oportunidade na Fórmula 1 porque a Red Bull investiu nele nos anos de júnior», apontou Horner à «Sky» criticando a atitude do piloto de 22 anos: «É um pouco dissimulado fazer comentários desses. Há muito investimento feito nestes tipos para lhes dar uma oportunidade.»

O diretor britânico foi mais direto ainda não só afirmando que «sem a Red Bull ele não estaria num carro de Fórmula 1», mas ainda respondendo se iria dar um puxão de orelhas ao espanhol. «Acabei de dar.»

Carlos Sainz já reagiu às declarações do diretor da Red Bull afirmando à «Sky» que «ninguém esteve quatro anos consecutivos na Toro Rosso» e dizendo-se preparado para outro «passo». Com reconhecimento ao «grande grupo de profissionais da Toro Rosso» onde tem «a porta aberta», Sainz mantém que «o objetivo número um é estar na Red Bull o mais cedo possível».

Horner deixou claro que quer o espanhol na Toro Rosso, pois nem um empréstimo à Renault considera aceitável: «Não consigo imaginar esse cenário. A Toro Rosso está à frente da Renault nesta altura e a fazer um grande trabalho e não faria sentido empresta-lo.»

Carlos Sainz fez apenas o 15º melhor tempo dos Treinos Livres desta sexta-feira para o GP da Áustria.

Comentários

Veja mais