Filipe Albuquerque: “Não tenho sido feliz em Le Mans”

  • Redação Autoportal
Filipe Albuquerque
Filipe Albuquerque

Filipe Albuquerque e os seus companheiros de equipa no Ligier da United Autosports, Phil Hanson e Paul di Resta, abandonaram as 24 Horas de Le Mans quando estavam na quarta posição da categoria LMP2.

Depois de um início de prova complicado com a perda de uma peça que continha o GPS, e que obrigou a uma paragem nas boxes. Um pouco mais tarde um toque fez a equipa perder ainda ainda mais tempo, mas daí em diante protagonizaram uma recuperação notável, do final do pelotão até ao quarto lugar entre os LMP2, até ao momento em que Di Resta perdeu o controlo do carro nas curvas Porsche e bateu forte, ditando o abandono: "Estava tudo a correr tão bem. Não tivemos mais problemas e estávamos paulatinamente a ganhar posições e com um excelente andamento. Estávamos confortavelmente no quarto lugar ao início da manhã de domingo e com o pódio à vista quando o acidente se dá e deita por terra as nossas ambições de festejar o pódio", explicou Filipe Albuquerque.

A desilusão volta a reinar para o piloto português naquela que é uma das mais emblemáticas provas do endurance mundial. "Infelizmente não tenho sido feliz em Le Mans. Todos sabemos que é uma prova muito dura e com muitas variáveis mas não estava à espera deste desfecho depois dos problemas iniciais. Estou triste mas há que seguir em frente", concluiu Albuquerque que centra agora atenções na prova ronda do IMSA SportsCar Championship.

Comentários

Veja mais