MotoGP: Suzuki está à beira de perder as concessões técnicas

  • Redação Autoportal
Andrea Iannone
Andrea Iannone

A equipa da Suzuki está a apenas um pódio de perder as concessões técnicas e voltar a juntar-se à Honda, Ducati e Yamaha e deixar assim de contar com um conjunto de medidas que beneficiam as equipas de fábrica que não somam pódios durante uma época de MotoGP.

Desta forma se a Suzuki alcançar o seu quinto pódio da temporada em breve, deixa de contar com testes ilimitados e em vez de nove motores por piloto, passa a contar apenas com sete, bem como com uma redução nos wild-card de 6 para 3 provas.

 "O nosso objetivo é perder as concessões o mais rápido possível. Precisamos de mais um pódio para que isso aconteça, e isso significa que estamos no caminho certo, ao estar com regularidade no pódio, o que é uma boa notícia para a Suzuki”, afirmou Davide Brivio.

A Suzuki chegou à pausa de férias de verão do MotoGP, com quatro pódios em oito corridas já realizadas e Brivio não esconde que a marca está a trabalhar no desenvolvimento da GSX-RR no Japão. "Em Assen apresentamos uma nova evolução do motor, que funciona bem, e  em Mugello testamos um chassis reforçado com carbono. Agora aguardamos pelos testes em Brno ou em Aragão para podermos testar novos componentes para tornar a nossa moto mais forte".

O responsável pela equipa da Suzuki no MotoGP lembrou ainda que o trabalho que está a ser realizado tem vindo a revelar resultados positivos com frequência.  "Conseguir quatro pódios na primeira metade da temporada é muito bom, e um claro sinal de que esta temporada está a ser bem diferente da última", sublinhou Brivio.

Comentários

Veja mais