Bruno Magalhães fechou primeira etapa do Rally das Canárias em sexto

Bruno Magalhães
Bruno Magalhães. Rally das Canárias 2018

O primeiro dia do Rally das Canárias, segunda prova do Europeu, foi um dia complicado para Bruno Magalhães, com o seu Skoda Fabia R5 a ser afetado por problemas na válvula do turbo que condicionaram o desempenho do piloto português.

Apesar de todos os esforços para contrariar o problema, a dupla portuguesa perdeu bastante tempo troço a troço que acaba por culminar com o sexto lugar final após as sete classificativas disputadas.

No entanto, o objectivo de Bruno Magalhães mantém-se inalterável: "Continuamos com a ambição de terminar a prova nos lugares do pódio. O dia  foi difícil. Tivemos problemas na válvula do turbo que abria muitas vezes, fazia perder pressão e como consequência, o rendimento do carro. Enfrentámos este problema em todas as classificativas e isso, condicionou os nossos tempos", começou por referir o piloto da ARC Sport que está a 18 segundos do terceiro classificado.

Diferença que Bruno Magalhães considera possível de recuperar nas seis especiais que faltam disputar este sábado: "A equipa vai procurar resolver o problema e acredito que em condições normais poderei impor um ritmo mais forte e recuperar o tempo perdido. É difícil, mas não é impossível. Não baixamos os braços, vamos à luta e esperar para ver", concluiu. 

Comentários

Veja mais