Lewis Hamilton: “Não vou desistir e vou continuar a lutar”

  • Redação Autoportal
Lewis Hamilton (Lusa)
Lewis Hamilton (Lusa)

Lewis Hamilton falhou este domingo o recorde de se tornar o piloto com mais vitórias no circuito de Silverstone. O britanico da Mercedes foi forçado a fazer uma corrida de trás para a frente, depois de sido vitimas de um toque de Kimi Raikkonen na curva três, logo após a largada, acabando por cair para o último lugar da corrida.

Hamilton que saiu mal da pole positon, esteve envolvido no meio da confusão nas primeiras curvas acabando por ser apertado por Raikkonen que já reconheceu a culpa no acidente , com o campeão do mundo.

No final, Lewis Hamilton não escondeu o desalento por ter sido obrigado a realizar uma corrida de trás para a frente, para terminar no segundo lugar, mas reconheceu que não vai desistir. “Esta é a maior corrida do ano e esta é a maior assistência da prova. Desculpem-me por não poder oferecer-lhes a vitória neste fim de semana. Acreditem em mim, não vou desistir, não vou desistir mesmo. A nossa equipa fez um trabalho incrível este fim de semana, temos muito apoio e muita pressão para todos nós. Do lado deles estão a usar táticas interessantes, diria eu, mas nós faremos o possível para lutar contra eles e melhorar nas próximas corridas. Estou muito grato por todo o apoio, esta é a maior corrida ano”, sublinhou no final do GP da Grã-Bretanha Lewis Hamilton.

Após a décima ronda do mundial de Fórmula 1, Hamilton está no segundo lugar do campeonato a 8 pontos da liderança que é ocupada por Sebastian Vettel.

Comentários

Veja mais