Kimi Raikkonen: "Não foi minha a decisão de deixar a Ferrari"

  • Redação Autoportal
Kimi Raikkonen
Kimi Raikkonen

A conferência de imprensa do GP de Singapura de Fórmula 1, que no fim de semana terá lugar na pista de Marina Bay, ficou marcada pela presença de Kimi Raikkonen que respondeu a todas as perguntas dos jornalistas sobre a sua saída da Ferrari no final da temporada.

O piloto finlandês que está de malas feitas para a Sauber, depois de ter sido anunciado que o seu lugar na equipa de Maranello vai ser ocupado em 2019 por Charles Leclerc, deixou claro que não deixa a Ferrari por vontade própria. "Não foi minha decisão deixar a Ferrari, eu respeito as decisões dos outros" e que vai para a Alfa Romeo-Sauber " porque quero e estou feliz com essa decisão ". 

Raikkonen assegurou que ainda não chegou a hora de arrumar as luvas e deixar a Fórmula 1. “Eu vou parar quando achar que é o momento certo. Para já gosto de correr e vou continuar”, assegurou o piloto finlandês.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais