Romain Grosjean: "Adoro a ideia de um teto orçamental na F1"

  • Redação Autoportal
Romain Grosjean
Romain Grosjean. Foto: Max Rossi, Reuters

Romain Grosjean é adepto da entrada em vigor de um teto orçamental para a Fórmula 1 de forma a que a disciplina fique tão ou mais emocionante que o Mundial de MotoGP.

Citado pelo <Motosport.com>, o piloto francês da Haas sublinhou: “Adoro a ideia de um teto orçamental. Sou fã do MotoGP, e se olharmos para a classificação do Mundial de pilotos, Cal Crutchlow é o primeiro, Johann Zarco é o terceiro. Isso é incrível, porque em cada corrida qualquer piloto pode vencer e todos estão sempre muito juntos”.

Grosjean lembrou ainda que a aplicação de um teto orçamental pode trazer mais emoção à F1. “Gostava de ver isso na Fórmula 1. Uma corrida em que ganhava a Mercedes, a próxima para a Ferrari, depois a Red Bull e a Force India e talvez a Haas. ”

O pilo francês é da opinião que esta pode ser a fórmula de equilibrar as corridas e regressar à emoção que a disciplina máxima do desporto automóvel viveu no passado. “Seria bom que a F1 voltasse a viver uma temporada como a de 2012, quando tivemos sete vencedores nas primeiras sete corridas. Acho que seria bom para o espectáculo o público não saber quem vence até à última volta”.

Comentários

Veja mais