Fernando Alonso: “A falta de emoção em pista fez-me sair da Fórmula 1”

  • Redação Autoportal
Fernando Alonso
Fernando Alonso

Fernando Alonso anunciou esta semana que vai deixar a Fórmula 1 no final da temporada e falando agora aos jornalistas em Silverstone, onde vai participar este fim de semana em mais uma ronda do Mundial de Endurance (WEC) com a Toyota, reconheceu que falta emoção à atual Fórmula 1.

"A ação em pista não é aquela que existia quando entrei para a F1 ou quando estive em categorias diferentes. Parei porque a ação na pista, na minha opinião, é hoje muito pouca ou nenhuma nas corridas de Fórmula 1”.

Embora Alonso admita que uma perspectiva realista de conquistar o seu terceiro título mundial em 2019 poderia ter contribuído para o convencer a ficar, o piloto espanhol não esconde que a Fórmula 1 acabou por caminhar para uma competição que já não o entusiasma.

“Em 2003, 2004, 2008, 2009 e 2011, eu não ganhava nenhuma corrida. Mas a verdade é que era difícil prever o que poderia acontecer em corridas em circuitos como Spa ou Monza. Agora, sabemos antecipadamente o que vai acontecer, e pior do que isso podemos antecipar os 15 primeiros da classificação de uma corrida com apenas um ou dois erros. Ou seja, a Fórmula 1 é hoje bastante previsível”.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais