Fernando Alonso não vai continuar na Fórmula 1

  • Redação Autoportal
Fernando Alonso
Fernando Alonso

O piloto espanhol, Fernando Alonso, confirmou esta terça-feira que vai deixar a Fórmula 1 no final da temporada.

Alonso, que completou 37 anos em julho, está a disputar a sua 17.ª temporada de F1, a quinta com a McLaren, e acumulou 32 vitórias, 22 pole positions e 97 pódios até o momento e foi campeão do mundo em 2005 e 2006 com a Renault, e vice-campeão em 2010, 2012 e 2013 pela Ferrari.

Nono classificado no Mundial de 2018, o espanhol estreou-se na F1 em 2001, ao volante de um Minardi no GP da Austrália, tendo terminado a corrida na 12.ª posição.

A noticia da saída do piloto espanhol da Fórmula 1, foi avançada esta terça-feira pela McLaren em comunicado, onde Zak Brown, diretor da equipa sublinhou que Alonso não é apenas embaixador da McLaren, mas também da Fórmula 1.

“Existem um tempo para todos fazerem uma mudança na vida e Fernando decidiu que no final desta temporada será a vez dele mudar de vida. Respeitamos a sua decisão, mesmo que acreditemos que ele esteja na melhor fase da sua carreira”, afirmou Zak Brown.

O responsável da McLaren lembrou ainda que o piloto espanhol é iuma parte importante da história da equipa de Woking, e por isso "junta-se a uma linha ilustres de pilotos da McLaren. Em nome do Shaikh Mohammed, Mansour e toda a nossa direção, desejamos ao Fernando todo o sucesso no futuro”, disse Zak Brown.

Por seu lado Fernando Alonso lembrou que chegou a hora de fazer uma mudança: “Ápos  17 anos maravilhosos neste desporto  incrível, é hora de fazer uma mudança e seguir em frente. Eu aproveitei cada minuto das temporadas incríveis que passei na Fórmula 1 e não posso agradecer o suficiente às pessoas que contribuíram para torná-las tão especiais. Ainda há vários GPs até ao final temporada, e vou participar em cada um com mais paixão do que nunca".

O piloto espanhol deixou ainda um agradecimento especial à equipa da McLarem com quem partilhou as últimas temporadas. “Quero agradecer a todos na McLaren. O meu coração vai ficar para sempre com a equipa. Eu sei que eles vão ficar mais fortes e melhores no futuro e pode ser o momento certo para eu estar de voltaEu construí grandes relações com muitas pessoas fantásticas na McLaren, e elas deram-me a oportunidade de ampliar os meus horizontes e competir noutras categorias. Sinto que sou um piloto mais completo".

Recorde-se que Fernando Alonso antecipou no último sábado que esta terça-feira iria divulgar uma noticia aos seus fãs através do Twitter onde comunicou a sua decisão de não continuar a correr na  Fórmula 1 na  temporada 2019.

A passagem para a Fórmula Indy é uma opção que ganha força, visto que Alonso já deu a entender que gostaria de vencer a Indy 500 e assim conquistar a Tripla Coroa: ganhar o GP do Mónaco de F1, as 24H de Le Mans e a Indy 500.

Alonso já venceu o Grande Prémio do Mónaco de F1, em 2006 e 2007, e as 24 Horas de Le Mans, em 2018, mas na única vez que disputou as 500 Milhas de Indianápolis, em 2017, teve de abandonar a 21 voltas do fim da corrida, devido a problemas mecânicos.

"Vamos ver o que vai trazer o futuro, novos desafios emocionantes estão ao virar da esquina. Estou a viver um dos momentos mais felizes da minha vida e da minha carreira, mas preciso continuar explorar novas aventuras", acrescentou Fernando Alonso.

O adeus de Fernando Alonso à Fórmula 1 vai assim acontecer no próximo dia 25 de novembro no Circuito de Yas Marina , onde terá lugar o GP de Abu Dhabi.

 

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais