Miguel Oliveira já está confirmado no MotoGP até 2020

  • Redação Autoportal
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira

Miguel Oliveira  já está confirmado no Mundial de MotoGP em 2019 na Tech3/KTM. O piloto português assinou por dois anos com a KTM e vai estar ao serviço da equipa da Tech3/KTM com motos iguais às que vão ser utilizadas pela equipa oficial da marca austríaca.

Em declarações à SportTV após ter assinado contrato por dois anos com a KTM que o vai levar para o Mundial de MotoGP em 2019, o piloto português afirmou que: "é o concretizar de um sonho não só porque chego ao MotoGP fazendo parte de um projeto que me trouxe desde da Red Bull Rookies e não entro pela porta dos fundos mas sim pela porta grande na classe rainha do mundial". 

Miguel Oliveira sublinhou ainda estar bastante satisfeito por fazer parte do novo projeto da Tech3/KTM lembrando que: "não teremos uma equipa satélite como aquelas que conhecemos atualmente já que vamos dispor do mesmo material que a equipa da KTM e isso é muito positivo. Da minha parte vou dar 200% para que tudo corra bem. Vai ser um passo maior, mas estou preparado para trabalhar e dar tudo para melhorar".

Por seu lado Pit Beirer, (Diretor da KTM) sublinhou que: "este é um passo com peso emocional para nós, porque prova tudo o que dissemos sobre a construção de uma estrutura no paddock e a possibilidade de vir da Red Bull Rookies Cup, connosco e acabar numa equipa de MotoGP. Juntamente com o Aki Ajo criámos o projeto de Moto2 para ser a plataforma que desenvolve pilotos para o MotoGP e tenho de agradecer ao Aki por esta parceria porque está a fazer um excelente trabalho com os pilotos e estou feliz por podermos dar uma oportunidade ao Miguel. Ao mesmo tempo, também estou satisfeito pelo facto de ele confiar em nós como o parceiros certos para tentar ser um piloto de MotoGP de sucesso. Já temos uma grande formação de talentos e ainda há um lugar em aberto. É ótimo saber que podemos ter Herve Poncharal, o Aki Ajo e o Mike Leitner à volta da mesma mesa para trabalharmos na nossa estratégia no paddock. O Miguel tem as suas metas a apontar para vitórias, pódios e o título na Moto2 este ano, e tem o nosso total apoio para isso e a sua carreira no MotoGP começa em Valência”.

Desta forma, Miguel Oliveira torna-se no primeiro português no Mundial de MotoGP, depois de Felisberto Teixeira ter sido o primeiro piloto luso no Mundial de 500cc em 1998 ao alinhar no GP de Espanha em Jerez.

 

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais