Dani Pedrosa: “A saída da Honda estava prevista desde 2016”

  • Redação Autoportal
Dani Pedrosa
Dani Pedrosa

Após uma longa ligação com a Honda no mundial de motociclismo, Dani Pedrosa vai deixar a equipa nipónica no final de 2018, desconhecendo-se, para já, qual o futuro do piloto espanhol.

Pedrosa não encara o adeus à única marca que representou desde que chegou ao mundial em 2001 como algo que o tenha apanhado de surpresa e em entrevista ao «Motorsport.com», o piloto espanhol deixou claro que o ‘timing’ da sua saída estava delineado já há dois anos.

“Tudo ficou mais ou menos alinhavado há muito tempo, mais concretamente em 2016. Os elementos ligados à equipa sabiam que isto poderia suceder, pois falei com eles na altura. Penso que este é um bom momento para começar a olhar para aquilo que é possível fazer de novo”, sublinhou o ainda piloto da Honda.

O futuro de Dani Pedrosa no MotoGP ainda está por definir, apesar de tudo apontar para que o piloto espanhol possa vir a integrar a nova equipa satélite da Yamaha que terá como patrocinador a Petronas.

Comentários

Veja mais