Marc Márquez: " A Honda de 2018 tem menos pontos fortes"

  • Redação Autoportal
Marc Márquez (Lusa)
Marc Márquez (Lusa)

Marc Márquez é o líder do Campeonato do Mundo de MotoGP e vai entrar na segunda parte da temporada com 46 pontos de vantagem para Valentino Rossi que ocupa a segunda posição.

O piloto espanhol da Honda sabe que as próximas corridas podem complicar-se e que os seus adversários estão cada vez mais competitivos. Exemplo disso foi o GP da Alemanha, onde todos esperavam que Márquez dominasse e acabou por ser  notório, apesar de o piloto da Honda ter alcançado a vitória na corrida, que a Ducati e a Yamaha surgiram melhor.

"A moto de 2017 tinha mais pontos fortes do que fracos. Já com a deste ano, os pontos fortes são um pouco menos fortes e os fracos são mais fracos . É por isso que no GP da Alemanha tivemos mais dificuldades logo a partir dos treinos de sexta-feira ", afirmou Marc Márquez

Apesar disso o piloto espanhol da Honda não esconde que a moto de 2018 “é muito mais constante e nos circuitos onde normalmente tínhamos maiores dificuldades como Le Mans ou Assen, passamos a ser mais rápidos, ou seja temos uma moto mais equilibrada, o que acaba por ser positivo já que o campeonato tem 19 corridas e é bastante longo”.

Com nove rondas do Campeonato do Mundo de MotoGP já realizadas, Marc Márquez alcançou cinco vitórias e comanda o mundial com 165 pontos.

Comentários

Veja mais