Moto2: Héctor Barberá despedido depois de condenado por excesso de álcool

  • Redação Autoportal
Héctor Barberá
Héctor Barberá

Héctor Barberá foi despedido por Sito Pons e não vai continuar no Campeonato do Mundo de Moto2, depois de ter acusado álcool.

O piloto espanhol que foi condenado a um ano sem carta e a 22 dias de trabalho comunitário, levaram Sito Pons a colocar um ponto final na sua ligação com o piloto.

Em comunicado a equipa PONS Racing esclarece que face “aos acontecimentos sucedidos em Valência com o piloto Héctor Barberá na noite de 07/06/18, a PONS Racing e Héctor Barberá rescindem o contrato que os unia para a temporada de 2018 por mútuo acordo. A PONS Racing agradece os serviços prestados pelo piloto e deseja-lhe o melhor para o seu futuro ".

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais