F2: FIA rejeitou pedido de Ferrucci para colocar o slogan Trump no seu carro

  • Redação Autoportal
Santino Ferrucci
Santino Ferrucci

Santino Ferrucci é um jovem piloto norte americano de Fórmula 2 que tem estado no centro das atenções nos últimos tempos, não pelas suas vitórias, mas sim pelo seu comportamento pouco desportivo, revelado na última ronda do campeonato em Silverstone.

Agora a sua equipa, desagradada com o comportamento de Santino Ferrucci, veio revelar que no último fim de semana, o piloto pretendia correr no circuito britânico com o seu carro decorado com o slogan da campanha eleitoral de 2016 do atual presidente dos EUA, Donald Trump, “make America great again”.

O pedido não mereceu parecer favorável da FIA, como se esperava, por infringir o regulamento, já que é proibido fazer propaganda de natureza politica.

O chefe da equipa de Ferrucci, Maurizio Salvadori, confirmou que o pedido para colocar a frase no carro foi feito diretamente à autoridade máxima do desporto automóvel, após uma intensa pressão da família do piloto, mas acredita que a divulgação deste assunto está a desviar a atenção do principal problema que envolve o piloto. "Para mim toda esta polémica serve para esconder o assunto mais polémico que é comportamento de Santino e do seu pai dentro e fora da pista, nomeadamente  nas corridas do último fim de semana”, afirmou Salvadori ao «Crash.net».

Recorde-se que Santino Ferrucci, foi afastado do campeonato de Fórmula 2 por quatro corridas e multado em 60 mil euros, depois de deliberadamente ter provocado um incidente com o companheiro de equipa, Arjun Maini, após a segunda corrida de Silverstone.

 

Comentários

Veja mais