MotoGP: Yamaha chama 'discípulo' de Dall'Igna para resolver problema de eletrónica

  • Redação Autoportal
Maverick Viñales e Valentino Rossi - GP França
Maverick Viñales e Valentino Rossi - GP França

A Yamaha já deu a entender que tudo vai fazer para travar a queda de competitividade que a sua M1 revelou no último GP da Áustria e que mereceu mais uma chamada de atenção de Valentino Rossi.

Para tentar resolver os problemas de eletrónica, a marca japonesa chamou agora para a sua equipa de MotoGP, Michele Gadda, engenheiro italiano que foi discípulo de Dall'Igna, o homem forte da equipa da Ducati, durante a sua passagem pela equipa de fábrica da marca de Borgo Panigale e que conhece bem a centralina única utilizada no MotoGP, já que lidou com ela no Campeonato do Mundo de Superbikes.

Michele Gadda, está com a equipa da Yamaha no campeonato das Superbikes, mas no próximo fim de semana vai viajar para Misano, onde Valentino Rossi e Maverick Viñales vão realizar um teste antes do GP da Grã-Bretanha.

Apesar da chamada de Gadda para a equipa de MotoGP, Valentino Rossi alertou esta semana que o problema da Yamaha não está apenas na eletrónica. O nove vezes campeão do mundo assegurou que a M1 “tem um problema de motor”, contudo a chegada de Michele Gadda pode vir a minimizar o problema de competitividade que a Yamaha tem vindo a revelar para as suas rivais, Honda e Ducati.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais