OFICIAL: desculpas e «trabalho comunitário» livram Sebastian Vettel

  • Luís Neves
Sebastian Vettel
Sebastian Vettel

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) decidiu que não irá aplicar mais sanções contra Sebastian Vettel depois da polémica com Lewis Hamilton no Grande Prémio do Azerbaijão, não se confirmando assim a noticiaavançada pelo inglês “The Mirror”.

O piloto alemão, que na altura foi penalizado com uma paragem de 10 segundos e três pontos na superlicença, apresentou-se esta segunda-feira, no dia do seus 30º aniversário, na sede da FIA, em Paris, para se reunir com Jean Todt e outros dirigentes de topo da Federação Internacional do Automóvel, entre os quais o diretor de corridas, Charlie Whiting, e o responsável pela segurança, Laurent Meckies.

Vettel fez-se acompanhar por Maurizio Arrivabene e depois de admitir o erro e pedir desculpa, decidiu-se então que não haverá lugar a mais penalizações.

“O Sebastian Vettel expressou o seu sincero pedido de desculpas à FIA e a toda a família do desporto motorizado”, pode ler-se no comunicado divulgado pela FIA. “Adicionalmente, ele comprometeu-se a realizar ações educativas durante os próximos 12 meses em vários campeonatos da FIA e eventos, incluindo a Fórmula 2, Fórmula 3 Europeia, Fórmula 4 e num seminário de comissários.”

“A FIA nota o compromisso, o pedido de desculpas pessoal feito por Sebastian Vettel e a sua vontade de tornar o seu pedido de desculpas público.”

Para além disso, Jean Todt referiu que nenhuma campanha sobre segurança rodoviária seja levada a cabo com Sebastian Vettel como cara da mesma até ao fim do ano.

“Os desportistas devem estar cientes do impacto que o seu comportamento pode ter sobre aqueles que olham para eles. Eles são heróis e modelos de milhões de fãs em todo o mundo e devem agir de acordo”, lembrou o presidente da FIA.

Poderá ler o comunicado AQUI.

Após oito Grandes Prémios já disputados em 2017, o alemão da Ferrari lidera com 153 pontos, mais 14 que Lewis Hamilton, que tem 139.

Comentários

Veja mais