WRC 2017: Mikkelsen troca Citroën pela Hyundai até final

Andreas Mikkelsen - Rali da Polónia
Andreas Mikkelsen - Rali da Polónia

Andreas Mikkelsen vai fazer os últimos três ralis do calendário do WRC pela Hyundai deixando a Citroën, equipa pela qual fez três das quatro últimas provas.

O piloto que ficou sem equipa pelo abandono da Volkswagen deu boas indicações na resposta que a Citroën quis ter numa época em que é a única equipa oficial com apenas um triunfo.

Mas, agora, é a Hyundai que vai aproveitar as qualidades do norueguês, que levou o C3 ao segundo lugar do pódio na última prova, o Rali da Alemanha.

Mikkelsen irá estrear-se com o i20 Coupé na próxima prova, o Rali da Catalunha, no início de outubro fazendo tripla com Thierry Neuville e Dani Sordo. Hayden Paddon é quem fica de fora em Espanha.

O WRC relata que a Hyundai não explicitou a composição da sua equipa para a Grã-Bretanha e para a Austrália, mas escreve ser «provável» que seja Sordo a ficar fora dos dois últimos ralis.

Michel Nandan reveliu que «as conversações» com Mikkelsen «existem desde que ele ficou sem pilotar», mas que, «sem nada para lhe oferecer» com três pilotos definidos, não avançaram.

Agora, o diretor da Hyundai diz que a situação mudou: «A perder terreno, decidimos reavaliar a situação. Tivemos uma conversa com as nossas três equipas e informámo-las da nossa decisão de fazer este ajuste.»

Comentários

Veja mais