Lu(c)kyanuk vence Rali dos Açores

Alexey Lukyanuk
Alexey Lukyanuk

O último dia de Rali dos Açores foi recheado de emoções. A segunda etapa da prova de abertura do Campeonato Europeu de Ralis (ERC), reservou vários quilómetros com muito drama à mistura.

O russo Alexey Lukyanuk (Ford Fiesta R5) manteve o forte ritmo do início ao fim, deixando margem para Ricardo Moura (Skoda Fabia R5) e Bruno Magalhães (Skoda Fabia R5).

"Estava tão feliz que fiz alguns piões antes do final. Obrigada à minha equipa, aos meus patrocinadores, todos fizeram um ótimo trabalho. Vamos tentar fazer o melhor possível e sermos inteligentes no campeonato", explicou o vencedor da 53.ª edição do Rali dos Açores.

Para Ricardo Moura, o segundo lugar foi bem difícil de manter.  Além de batalhar com o líder da prova, o piloto nativo de São Miguel teve de segurar a posição para não se deixar ultrapassar por Bruno Magalhães.

"Acho que o Alexey fez um ótimo rali e merece a vitória.Tivemos alguns problemas, mas conseguimos conduzir este carro, o que para nós é muito bom", destacou o açoriano que estreou o Skoda Fabia R5.

A fechar o top-3, Bruno Magalhães destacou também alguns problemas que marcaram a sua participação na prova e impediram o assalto ao lugar de Moura.

"Não começamos com os pneus corretos. Mudamos para os "slicks" nesta passagem. Não foi possível fazer melhor. Foi um bom rali, infelizmente algumas pequenas coisas não correram bem, mas mostrei o meu ritmo. Eu posso fazer melhor, mas estou muito feliz", garantiu o piloto.

Motivos para festejar não faltaram a Diogo Gago (Peugeot 206 R2). O piloto venceu na categoria duas rodas motrizes, assinalando assim o regresso em grande ao campeonato europeu.

O azar bateu à porta de Bernardo Sousa (Citroen DS3 R5) que teve de desistir da prova devido a avaria mecânica.

Verfiique os tempos da Classificação Geral:

Comentários

Veja mais