MotoGP: Dovizioso quer aumento e Ducati espera “negociação difícil”

| PC
Andrea Dovizioso - GP Japão
Andrea Dovizioso - GP Japão

Andrea Dovizioso tem mais este ano de contrato com a Ducati e a equipa italiana antevê uma “negociação difícil” para o prolongamento do vínculo para 2019.

O piloto italiano é vice-campeão mundial tendo perdido a luta pelo título apenas na ultima corrida de 2017. E quer um aumento salarial para renovar com a equipa italiana.

“Nós estamos conscientes de que Dovizioso espera uma oferta em linha com os seus últimos resultados. Seis corridas não se ganham por acaso”, afirmou o dieretor desportivo da Ducati, Paolo Ciabatti frisando tanto as qualidades do piloto como da moto.

O responsável da equipa revela ao «Motorsport.com» que vão “começar a falar com o Andrea em breve, tanto sobre temas financeiros como técnicos”. Como Dovizioso “espera um salário em linha com os outros pilotos de topo», Ciabatti prevê que “será uma negociação difícil”.

Com um forte investimento forte na última época para levar o tricampeão do mundo Jorge Lorenzo para a Ducati, a equipa italiana faz agora contas com vista a 2019: “Obviamente que gostaríamos de manter os dois pilotos, mas o nosso orçamento não é infinito e não podemos gastar tudo na mesma direção enquanto canalizamos uma margem para o desenvolvimento.”

O início das negociações está marcado para o “final do mês”.

Comentários

Veja mais