Iannone: “É certo que não continuo na Suzuki”

  • Redação Autoportal
Andrea Iannone - Suzuki MotoGP 2018
Andrea Iannone - Suzuki MotoGP 2018

Andrea Iannone confirmou de viva voz em Mugello que vai deixar a Suzuki no final deste ano.

O italiano foi inequívoco em declarações recolhidas nesta quinta-feira pelo «Motorsport.com» no lançamento do GP de Itália de MotoGP.

“Com certeza não ficarei na Suzuki. Eu mudo para outra moto, outro fabricante, mas neste momento não falo sobre o meu futuro porque é muito complicado. Nesta corrida [em 2016], anunciei a minha parceria com a Suzuki, mas este ano é um pouco diferente. A Suzuki só falou comigo sobre o meu futuro depois dos testes em Barcelona, refletiram por um longo tempo, mas, de qualquer forma, agora é certo que não vou continuar na Suzuki."

O piloto italiano cumpre na equipa japonesa a segunda época consecutiva para onde foi em 2017 depois de ter perdido na Ducati o lugar para Jorge Lorenzo - cujo futuro em Borgo Panigale também é incerto por sinal.

No ano passado, Iannone ficou em 13.º lugar do Mundial não tendo conseguido qualquer pódio. Neste ano, o italiano já obteve dois terceiros lugares (Austin e Jerez). Com cinco corridas realizadas em 2018, a separação está agora confirmada.

O italiano de 28 anos ainda revelou que a Aprilia "não é a única" fabricante com quem está agora a negociar para 2019, mas faz questão de frisar que o seu compromisso coma Suzuki está firme até final da época.

"Estou muito feliz com o meu começo [de temporada], sobre a moto neste momento, sobre as pessoas dentro da garagem, O ano passado foi difícil para nós, o relacionamento foi difícil com certeza. Mas a Suzuki fez o melhor e eu também e continuaremos assim até o final da temporada.”

Comentários

Veja mais