Mulheres sauditas já podem conduzir e em Paul Ricard foi num F1

  • Redação Autoportal
Mulher Saudita conduz um Renault F1 em Paul Ricard

Este domingo marcou o início de uma nova era na Arábia Saudita com o fim da proibição sobre as mulheres poderem conduzir veículos. A reforma nos costumes foi aproveitada por muitas sauditas no seu país, mas, em dia de grande prémio de Fórmula 1, a mudança ficou assinalada num monolugar para todo o mundo ver.

Aseel Al-Hamad pilotou um carro de F1 no Circuito de Paul Ricard perante milhares de adeptos num acontecimento que assinalou o regresso do GP de França ao Grande Circo. A saudita deu uma volta à pista ao volante do Lotus Renault E20 com que Kimi Raikkonen venceu em Abu Dhabi em 2012.

Designer de interiores, Al-Hamad foi a primeira mulher a importar um Ferrari para a Arábia Saudita e tem levado o seu 458 Spider a pistas de todo o mundo em outros eventos. E esta nem foi a sua primeira experiência num F1 para a primeira membra da federação saudita dos desportos motorizados; mas não foi também uma condução como noutro dia qualquer.

“Acredito que hoje não se celebra só a nova era das mulheres começarem a conduzir, mas é também o nascimento nos desportos motorizados para as mulheres da Arábia Saudita”, afirmou à agência Reuters Aseel Al-Hamad.

Comentários

Veja mais