A carta de Sainz Jr. ao pai vencedor do Dakar

Carlos Sainz - Renault
Carlos Sainz - Renault

Foi com orgulho e tremenda emoção que Carlos Sainz Jr. acompanhou o percurso do pai Carlos Sainz (Peugeot) na 40.ª edição do Dakar. Concluída a etapa de consagração em Córdoba, o filho do vencedor, piloto da Renault F1, deixou uma carta aberta ao pai.

“Estas duas semanas intensas ajudaram-me a entender um pouco melhor como tu te sentes quando estou a correr e percebi honestamente o quão mau deve ser", começou por descrever.

 

“Algumas horas depois de ter visto ganhares e comemorares este Dakar, quero contar-te o quão importante e impressionante foi para mim ver como tu trabalhaste tanto para o conseguir, e com os teus 55 anos, continuaste com o desejo, a emoção e a motivação para enfrentar mais um desafio tão grande como foi ganhares o teu segundo Dakar”, sublinhou, relembrando depois episódios que ambos passaram.

 

“Lembro-me quando um dia me levantei para treinar às 7h30, e ir para a bicicleta na sauna, e tu estavas lá há uma hora, ou noutras ocasiões em que ambos estávamos a responder a e-mails no escritório e te apanhei a projetar ao maior detalhe, o desenho do piso das rodas Michelin que ias usar no Dakar. Estas coisas, embora na época eu tenha rido e deixado soltar alguma hesitação, quero que saibas que são os melhores exemplos de sacrifício e desejo de ganhar, que tanto eu quanto as minhas irmãs usamos para aplicar em tudo na nossa vida”, garantiu.

Sainz Jr. destacou as dificuldades que o pai passou durante a carreira e enalteceu a força que este teve para conseguir ultrapassar os obstáculos.

“Todos sabem que a tua espetacular carreira desportiva também teve momentos muito difíceis. Durante estes oito anos de seca, desde que ganhaste o teu primeiro Dakar em 2010, houve um pouco de tudo, o abandono devido à fiabilidade mecânica, acidentes, etc. Qualquer um teria desistido, mas tu és teimoso e querias como ninguém um segundo Dakar, e sabias perfeitamente que poderias consegui-lo. Tu e eu sabemos que poucos esperavam ver-te comemorando outra vitória, mas nós que te conhecemos bem sabíamos que não há nenhum desafio a que te proponhas que não possas alcançar”, frisou.

Por fim, o piloto de 23 anos deixa claro o orgulho que sente pelo seu pai e garante que o apoia independentemente da decisão que tomar sobre a carreira.

“Todos se perguntam se este será o final da tua carreira e se vais pendurar o capacete (sabes que para a mamã essa ideia deixa-a muito feliz). Eu por mim vou apoiar-te e encorajar-te no que quer que seja que decidas”, concluiu.

 

Comentários

Veja mais