Matthias Walkner: "Vimos o quão rápido tudo pode mudar"

Walkner ainda pensou ter cometido erro de navegação
Walkner ainda pensou ter cometido erro de navegação

Na liderança do Dakar, Matthias Walkner (KTM) mostrou-se surpreendido pela reviravolta que a classificação geral sofreu esta terça-feira.

Com a queda do líder Adrien van Beveren (Yamaha) e a desorientação dos concorrentes-chave Joan Barreda (Honda), Antoine Méo (KTM), Toby Price (KTM), etc... a tabela sofreu alterações, deixando claro que numa prova como o Dakar, a vitória não é um dado adquirido.

"É muito “cool” assumir a liderança, mas vimos o quão rápido tudo pode mudar e faltam ainda quatro dias para terminar. Vamos tentar não entrar em loucuras e seguir em frente", disse Walkner no final da etapa.

O austríaco ainda desconfiou ter cometido um erro de navegação.

Quando os rastos dos pilotos que iam na frente desapareceram, fiquei um pouco preocupado e receei ter cometido um erro, mas continuei e confiei. Foi um grande alívio quando vi o waypoint validado e cheguei ao final. É sempre bom vencer uma etapa, mas nunca é bom quando um concorrente se afasta. Espero que o Adrien (Van Beveren) esteja bem", desejou.

A 11.ª etapa conta com 485 km, dos quais 280 km são cronometrados, entre Belén e Chilecito. O calor promete ser o grande obstáculos, com temperaturas que prometem ser superiores a 42 graus.

Comentários

Veja mais