GP do Mónaco: um Red Bull imparável, outro destruído antes da qualificação

  • Redação Autoportal
Max Verstapen (Lusa)
Max Verstapen (Lusa)

Daniel Ricciardo fez três em três nos Treinos Livres para o GP do Mónaco de Fórmula 1 e voltou a ser o piloto mas rápido na última sessão antes da Qualificação deste sábado.

O piloto australiano voltou a mostrar que o Red Bull é o melhor carro em Monte Carlo neste fim de semana batendo novamente o melhor tempo (oficioso) no histórico circuito citadino: 1m11.786s.

A superioridade dos Red Bull já exibida na quinta-feira voltou a verificar-se nos TL3 deste sábado desde uma saída tardia para a pista até aos primeiros lugares da folha de tempos logo quando o fizeram.

O caminho para uma primeira fila Red Bull na partida para a sexta Corrida da época estava totalmente aberto com Max Verstappen a começar por ser o mais rápido e a luta pelo melhor resultado a ser discutida com o companheiro de equipa.

Riccirado conseguiu bater o holandês por 1 milésimo de segundo. Mas as contas dos décimos de segundo de vantagem sobre a concorrência acabaram por levar uma volta tremenda quando, a oito minutos do final dos treinos desta manhã, Verstappen bateu e destruiu o carro.

Numa repetição do que aconteceu no ano passado, na zona da piscina, o holandês bateu nos rails do lado direito, partiu a direção e foi com o carro descontrolado galgando os corretores do lado esquerdo parar contra as barreiras novamente no lado direito.

As contas da Red Bull viramse agora para a capacidade para reconstruir o RB14 a tempo de fazer a Qualificação. Se os engenheiros têm muito trabalho pela frente, Verstappen também não deixou de ser confrontado por Helmut Marko na box dando as suas explicações ao conselheiro da equipa.

Se a dúvida sobre a presença dos dois Red Bull na primeira linha da grelha passou a existir, a confirmação de que os Ferrari estão à frente dos Mercedes em Monte Carlo aconteceu com Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen a baterem Lewis Hamilton e Valtteri Bottas.

E, nesta pista, as respetivas diferenças para o carro mais rápido são significativas: Vettel está a 2 décimos de Ricciardo; Raikkonen está a 3; Hamilton está a 4; e Botttas já está a meio segundo. Os melhores dos «outros» são os Toro Rosso, já quase a 1 segundo.

Tudo parece muito bem alinhado para a Qualificação, mas, como se está no Mónaco, onde o mínimo erro pode ter consequências imprevisíveis, a grande questão ficou mesmo para o que a Red Bull consegue fazer com o carro de Verstappen para a Qualificação.

Tempos dos TL3 do GP do Mónaco:

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais