Hamilton aconselha Ricciardo a não agitar águas, Vettel recebia-o na Ferrari

  • Redação Autoportal
Conferência de lançamento do GP da Austrália (Lusa)
Conferência de lançamento do GP da Austrália (Lusa)

Daniel Ricciardo está em final e contrato com a Red Bull e sabe-se que a equipa austríaca quer renovar com o piloto australiano – como fez com Max Verstappen até 2020. Mas Ricciardo tem adiado essa decisão referindo que quer deixar a época começar – além de questões salariais que também têm sido associadas...

A época 2018 da Fórmula 1 arranca neste fim de semana e o australiano ainda não tem data – próxima – para se decidir, como deixou entendido na conferência de imprensa de lançamento do GP da Austrália realizada na madrugada desta quinta-feira.

Com Lewis Hamilton e Sebastian Vettel ao seu lado, o australiano não ficou sem conselhos do inglês da Mercedes para não deixar destabilizar o ambiente na Red Bull com vista à competição no campeonato. Mas de Vettel, Ricciardo recebeu um voto de confiança se a Ferrari for uma opção.

O primeiro a pronunciar-se foi Hamilton: “Eu diria apenas que uma coisa importante a não esquecer é olhar para a história dos pilotos e as coisas que disseram no passado e tentar não alienar a equipa onde se está.”

“Todos esperamos ter outras experiências noutra equipa, mas há muita gente na nossa equipa e é importante mantê-los encorajados e focados em nós como pilotos para nos ajudarem a atingir os nossos objetivos.”

Hamilton alertou que “há pilotos nos anos recentes que tomaram más decisões quando agitaram as águas” considerando que Ricciardo “está num ótimo lugar” e que “a Red Bulll pode ter uma hipótese de vencer o campeonato”.

Já Vettel não rejeitou a possibilidade de receber o austrliano na Ferrari: “Demo-os bem [na Red Bull] e não me importava de nos juntarmos outra vez no futuro, mas não sei quais são os seus planos.”

“Acho que ele tem uma série de opções e não precisa de se apressar”, afirmou o alemão frisando a “certeza de que ele arranja um lugar” em tom de brincadeira: “Não sei o que ele quer, ou quanto está a pedir. Mas é como eu disse, tenho confiança de que arranjará um lugar.”

Ricciardo também não ficou fora da discussão sobre o seu futuro, mas para voltar a adiar o tema: “Já respondi a tantas perguntas sobre negociações de contrato a ainda não fizemos a primeira corrida do ano. Vou simplesmente pôr todas essas conversas em suspenso durante um bocado.”

“Este é um ano em que a nossa preparação tem sido boa e espero que o Lewis tenha razão de que teremos uma hipótese de lutar pelo título, por isso, vou ter o meu tempo e depois ver. Perguntem-me daqui a seis meses...”, concluiu.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais