Ricciardo venceu com “apenas seis velocidades” e menos "25% da potência”

  • Redação Autoportal
Christian Horner e Daniel Ricciardo (Reuters)
Christian Horner e Daniel Ricciardo (Reuters)

Daniel Ricciardo venceu o GP do Mónaco de Fórmula 1 da primeira à última volta, mas não deixou de lidar com muitos problemas no carro que noutra pista poderiam ter levado a outro resultado. A equipa equacionou o abandono, mas o diretor do Red Bull apostou no seu piloto até ao fim.

Após a falha na box da Red Bull em 2016 que retirou ao piloto australiano a hipótese de vencer no Mónaco, Ricciardo assumiu que a vitória deste domingo foi uma redenção depois dos “problemas” por que passou.

“Não sei o que foi transmitido [das comunicações] via rádio. Tivemos muito com que nos preocupar durante a corrida. Antes de metade senti uma perda de potência e pensei que a corrida tinha acabado”, contou o australiano revelando que terminou a prova “usando apenas seis mudanças” das oito que um carro de F1 tem.

Ricciardo sentiu problemas na volta 18 antes de ir à box e, depois de ir à box “praticamente não tinha potência comparada com o que é habitual”. “Queria fechar os olhos e começar a chorar porque pensei que a corrida estava acabada”, confessou o piloto assumindo que foi preciso “mudar muitas coisas que não resolveram o problema”.

“Não foi divertido. Foi do pior. Estou exausto”, admitiu Ricciardo, que teve de correr a maior parte da corrida, segundo revelou o diretor da Red Bull à «Sky» com menos “25 por cento da potência do motor”. Christian Horner descreveu o desempenho do seu piloto no grande prémio n.º 250 da equipa como “inacreditável”.

“Ele não ia desistir desta corrida neste fim de semana. Perdemos o MGU-K com 17 ou 18 voltas. A temperatura dos travões começam depois a ficar descontroladas. A temperatura dos pneus começam a aumentar. E ele controlou-o como se estivesse num passeio de domingo à tarde”, afirmou Horner.

O diretor da Red Bull contou que a equipa equacionou o abandono, mas que não deixou essa ideia vingar: “Dizem-me pelo intercomunicador que vamos ter de retirar o carro em uma ou duas voltas. Eu digo que estamos a liderar o GP do Mónaco, que vamos continuar.” “Ele fez uma grande corrida neste fim de semana disse Horner de Ricciardo.

Comentários

Veja mais