Rali do Chipre: Bruno Magalhães fica a 0.6s da vitória mas é líder do ERC

  • Redação Autoportal
Bruno Magalhães
Bruno Magalhães

Bruno Magalhães (Skoda Fabia R5), terminou o Rali do Chipre no segundo lugar, a apenas seis décimos de segundo do cipriota Simos Galatariotis (Skoda Fabia R5), mas isso não impediu o vice-campeão europeu de ralis de subir à liderança do ERC.

O piloto português partiu para o terceiro e último dia da quarta prova do campeonato continental na terceira posição e acabou por ser o mais regular no último dia ficando próximo do triunfo na última classificativa, na qual se aproximou 8.5 segundos de Galatariotis.

A recuperação acabou por ser insuficiente para vencer no Chipre, mas o segundo lugar foi suficiente para chegar ao comando do Europeu de Ralis tendo Magalhães também beneficiado da desistência do anterior líder do ERC, o russo Alexey Lukyanuk (Ford Fiesta R5).

"Foi um segundo lugar com sabor a vitória. Uma prova muito exigente e traiçoeira que exigiu bastante de nós e do carro. Felizmente conseguimos ultrapassar todos os obstáculos que fomos encontrando e foi por muito pouco que não conseguimos a vitória. Mas tivemos de optar entre correr riscos ou garantir a liderança no Campeonato. Acho que fizemos a escolha mais acertada", afirmou o piloto português.

O Europeu de Ralis prossegue em julho, com a disputa do Rali de Roma, entre 20 e 22.

Comentários

Veja mais