Moto2: foi retirada a vitória a Aegerter no GP de São Marino

Dominique Aegerter - Misano
Dominique Aegerter - Misano

Dominique Aegerter viu ser-lhe retirada a vitória no GP de São Marino de Moto2 devido a uma irregularidade no óleo usado durante a Qualificação.

Com a desclassificação de Aegerter (que tem ainda o direito de recorrer da decisão), Thomas Luthi sai beneficiado, pois foi declarado vencedor e somou mais cinco pontos na luta pelo Mundial.

A distância de Luthi para Franco Morbidelli é agora de 19 pontos – eram 24 depois de concluído o GP do Japão deste domingo.

O italo-brasileiro nada beneficia com esta decisão, pois não terminou a corrida em Misano, assim como Miguel Oliveira, ou Álex Márquez – que nem sequer alinhou à partida.

O piloto português ficou, porém, com Francesco Bangaia três pontos mais perto do seu quarto lugar no Mundial (agora, 166 contra 146).

A decisão da FIM veiculada pelo «Crash.net» refere que os controlos técnicos após a Qualificação para o GP de São Marino detetaram que Aegerter estava a “usar um óleo não incluído nas especificações” respeitantes ao Moto2 e que o painel de comissários “impôs a desclassificação dos resultados de todo o evento”.

Moto2: Oliveira sétimo no triunfo de Márquez

Comentários

Veja mais