F1: Flavio Briatore aponta dedo a Raikkonen

Flavio Briatore (Lux)
Flavio Briatore (Lux)

Com a vitória de Lewis Hamilton, a Mercedes arrecadou no GP dos EUA o título de campeã de construtores pela quarta vez consecutiva. A festa em solo americano era previsível para Flavio Briatore que considerou que a derrota da Ferrari para a marca alemã deve-se a um piloto em particular: Kimi Raikkonen.

“Certamente é difícil conquistar o título de construtores com Raikkonen. Para vencer, é preciso ter dois pilotos competitivos, aí identifica-se qual o ideal para conquistar o título de pilotos”, disse Briatore, em entrevista ao jornal Marca.

O magnata italiano, figura polémica da história da Fórmula 1 não deixa grande espaço para credibilidade desde que foi banido da modalidade em 2009 por fraude, após o escândalo do acidente propositado de Nelsinho Piquet no GP de Singapura em 2008.
Briatore era chefe da equipa Renault e foi acusado de ter ordenado ao piloto brasileiro de bater propositadamente com o carro para favorecer o então companheiro de equipa, Fernando Alonso.

Contudo, Briatore sabe o que é vencer o campeonato de construtores. Fê-lo três vezes: 1995 com a Benetton, 2005 e 2006 com a Renault.

Quanto a Raikkonen, há muito que não salta para as luzes da ribalta. Foi campeão em 2007 e ocupa atualmente o quinto lugar na tabela, com menos 102 pontos para o companheiro de equipa, Sebastian Vettel.

Comentários

Veja mais