F1: Honda e Red Bull têm primeira reunião “positiva” para os motores de 2019

  • Redação Autoportal
Toro Rosso (Reuters)
Toro Rosso (Reuters)

A Red Bull e a Honda realizaram a primeira reunião formal para discutir um eventual e futuro fornecimento de motores por parte da fabricante japonesa à equipa austríaca de Fórmula 1 já a partir de 2019. E este encontro já teve rótulo de “positivo”.

Os fabricantes de motores têm até 15 de maio para informarem a FIA sobre que equipas vão fornecer em 2019. A Honda deixou a McLaren em 2017 (que passou a ter motores Renault) e entrou no universo Red Bull fornecendo nesta época a satélite Toro Rosso.

A extensão aos carros da Red Bull (que têm em 2018 motores Renault) dos motores Honda começou agora a ser trabalhada entre Helmut Marko, consultor da equipa austríaca e o diretor da Honda Motorsport, Masahi Yamamoto, no sábado, em Baku, durante o fim de semana do GP do Azerbaijão.

“Como foi a primeira reunião, discutimos as condições dos dois lados, o que esperamos um do outro”, contou Yamamoto ao «F1.com» classificando o encontro de “positivo“. “Acho que estamos ambos satisfeitos. Temos uma boa relação. É, porém, a primeira vez que temos uma reunião oficial. É o ponto de partida para um potencial futuro”, disse o responsável da Honda adiantando que um eventual acordo com a Red Bul será para 2019 e 2020.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais