F1: Renault confirma “chegada iminente” de ex-técnico da FIA

Renault RS 2027 Vision 1
Renault RS 2027 Vision 1

A Renault anunciou a “chegada iminente” à equipa de Fórmula 1 de Marcin Budkowski para desempenhar o cargo de diretor executivo.

Budkowski deixou há pouco tempo as funções de coordenador técnico e desportivo na FIA e a ida para uma equipa criou algum mal estar na Fórmula 1 devido a eventuais conflitos de interesse.

Os responsáveis da Renault adiantaram já nesta sexta-feira que o polaco só deverá iniciar funções em abril de 2018 para que a mudança de funções não seja alvo de críticas.

A demissão de Budkowski confirmada no GP da Malásia de há uma semana deixou as equipas da F1 desconfortáveis, pois o papel desempenhado pelo polaco na FIA dava-lhe um conhecimento privilegiado sobre a informação técnica das equipas – incluindo sobre planos futuros.

Assim que se começou a falar da sua possível ida para a Renault, o mal estar tornou-se público.

“Nós deixámos sempre claro que não queríamos ser agressivos”, afirmou já nesta sexta-feira Cyril Abiteboul a respeito da entrada em funções do futuro diretor técnico. O polaco já tinha previsto um período de nojo entre cargos para tranquilizar os futuros adversários, mas, pelo que adiantou o diretor geral da Renault, esse tempo de espera vai passar para o dobro.

“De uma perspetiva contatual, ele podia estar disponível em meados do próximo ano”, referiu Abiteboul. Mas não será tão cedo. Oo responsável da Renault acrescentou que depois de “uma conversa construtiva com a FIA”, as partes estão “perto de chegar a uma data” que “deixe toda a gente confortável”.

“Penso que essa data sera no início de abril, que é basicamente o dobro do período de nojo que foi discutido, que foi invocado. Nada foi ainda confirmado, mas isso é algo para que estamos preparados no que a nós respeita”, afirmou Abiteboul citado pelo site da F1.

Comentários

Veja mais