Hoje é dia de corridas: siga a F1, o Moto2 e o MotoGP a par e passo

  • Redação Autoportal
Sebastian Vettel (Reuters)
Sebastian Vettel (Reuters)

Este domingo é um dia em cheio para o desporto motorizado com a realização de três corridas das principais categorias: o GP do Bahrain de Fórmula 1 e os GP da Argentina de Moto2 e de MotoGP.

São três provas não só em sucessão como algumas com os horários coincidentes: a F1 começa às 16h10 (hora portuguesa) no Bahrain e, ainda antes de ter terminado, na Argentina arranca o Moto2 com Miguel Oliveira às 17h20 (hora portuguesa). A fechar o dia em grande (quando forem 19h00 em Portugal Continental) realiza-se a corrida de MotoGP.

Siga a par e passo todas as principais incidências e relatos das três provas que marcam a segunda etapa dos respetivos campeonatos do mundo com atualizações que pode consultar a partir daqui – ou também no «Facebook» do Autoportal.

No Bahrain, Sebastian Vettel parte da pole-position culminando dois dias em que a Ferrari dominou as operações na pista de Sakhir.

Serão 57 voltas feitas à noite sob iluminação artificial ao Circuito Internacional do Bahrain (com um perímetro de 5.412 metros) perfazendo um total de 308,238 quilómetros. O recorde da pista (com 15 curcas e duas zonas de DRS) data de 2005 quando Pedro de la Rosa fez 1m31.447s e não deverá passar deste domingo depois de Vettel ter rodado abaixo do segundo 28 na Qualificação.

Lewis Hamilton parte do nono lugar da grelha de partida no somatório do quarto tempo na Qualificação e da penalização de cinco lugares da grelha de partida devido à troca da caixa de velocidades. O campeão do mundo partirá para uma corrida em recuperação para com Vettel, que tem caminho aberto para reforçar a liderança do Mundial depois de vitória na abertura do campeonato – com os outros Ferrari, Mercedes e os Red Bull a separá-lo do inglês no arranque.

Em termas de Rio Honda, na Argentina, os pilotos enfrentam um circuito com 14 curvas (5 para a esquerda e 9 direitas) e um perímetro de 4,8 quilómetros, mas, neste domingo, também as dúvidas sobre a possibilidade que a chuva interfira na prova.

No Moto2, onde Miguel Oliveira parte da sétima posição da grelha de partida, a Corrida terá a duração de 23 voltas.

O piloto português prepara-se também ele para fazer uma corrida em recuperação a partir das primeiras voltas para tentar chegar-se aos pilotos da frente nesta prova no sentido de se manter nos primeiros lugares do Mundial depois do quinto lugar na estreia no Qatar que foi ganha por Francesco Bagnaia (hoje, 15.º da grelha).

No MotoGP, o arranque decorre da surpresa causada por Jack Miller na qualificação ao conquistar a pole-position para a prova da categoria rainha das motos.

Com vários pilotos das equipas privadas e da segunda linha do pelotão em bom plano, o primeiro grande favorito desta época parte apenas no sexto lugar da grelha: o campeão do mundo, Marc Márquez. O principal adversário do piloto da Honda, Andrea Dovizioso, está pouco atrás, no oitavo lugar, depois de ter dado à Ducati o triunfo no arranque do campeonato.

Comentários

Veja mais