Vai haver limite de gastos nas equipas de F1 em 2021

Formula 1 (Reuters)
Formula 1 (Reuters)

O proprietário da Fórmula 1, o grupo Liberty Media, quer que dentro de quatro anos as equipas que competem gastem um máximo de 150 milhões de euros por época. Quem o diz é a publicação alemã Sport Bild.

A ideia de aplicar esta mudança é que ela comece logo após o término do Pacto de Concórdia, o acordo que regulamenta as relações entre as equipas e os órgãos que tutelam a Fórmula 1, de forma a viabilizar a categoria. Entre as funções encontra-se a gestão e distribuição do dinheiro.

A limitação para os 150 milhões de euros surge como medida de complemento à redução de gastos com o novo regulamento de motor.

As equipas teriam ainda um acréscimo de 50 mil euros para campanhas de marketing e salários, por exemplo.

Até 2020, a Liberty não pode fazer alterações, pois até essa data o Pacto de Concórdia ainda está em vigor para estabelecer os regulamentos comerciais e financeiros da F1.

Comentários

Veja mais