F1: aconteceu (quase) tudo na partida e Vettel saiu a ganhar em Spa

  • Redação Autoportal
Sebastien Vettel (Lusa)
Sebastien Vettel (Lusa)

Sebastian Vettel (Ferrari) venceu neste domingo o GP da Bélgica, 13:º prova do Mundial de Fórmula 1, que regressou em Spa-Francorchamps da paragem de verão.

O alemão da Ferrari fez uma corrida perfeita e deixou Lewis Hamilton (Mercedes) no segundo lugar reduzindo para 17 pontos a desvantagem no campeonato.

Max Verstappen (Red Bull) ficou com o terceiro lugar do pódio numa Corrida em que (quase) tudo se decidiu na primeira volta.

Hamilton tinha a pole position e segurou-a bem no arranque após o primeiro ataque de Vettel, que arrancou ao seu lado na primeira linha.

E foi então que «tudo» aconteceu. No final do pelotão, Nico Hulkenberg (Renault) falhou a travagem na primeira curva e acertou em Fernando Alonso (McLaren), com o espanhol a voar e acertar no Sauber de Charles Leclerc.

Ficaram os três logo de fora. Daniel Ricciardo (Red Bull) e Kimi Raikkonen (Ferrari), também envolvidos em toques logo no arranque viriam a complementar os cinco abandonos finais mais tarde.

Ainda antes do Safety Car entrar em pista, Vettel desenvolveu o segundo «round» do ataque à liderança antes de acabar a primeira volta e assim aconteceu com o alemão a passar para uma liderança que não mais deixou.

Na única paragem nas boxes para troca de pneus, Vettel conseguiu gerir a sua vantagem para retardar a ida uma volta depois de Hamilton e, quando o fez, voltar à pista ainda no comando.

Neste domingo, em Spa, o Ferrari mostrou-se mais forte do que o Mercedes e os três lugares da frente foram ficando definido desde cedo.

O pouco mais que ficou por decidir esteve com a recuperação de Valtteri Bottas, que partiu da 17.ª posição e conseguiu levar o seu Mercedes até ao quarto lugar – à frente dos dois «novos» Force India, que partiram para esta Corrida com zero pontos no Mundial de Construtores e somaram já 18.

O Filme da Corrida.

Classificação do GP da Bélgica de F1:

Classificação do Mundial de Pilotos:

1. Lewis Hamilton (Mercedes), 231 pontos

2. Sebastian Vettel (Ferrari), 214

3. Kimi Raikkonen (Ferrari), 146

4. Valtteri Bottas (Mercedes), 144

5. Max Verstappen (Red Bull), 120

6. Daniel Ricciardo (Red Bull), 118

7. Nico Hulkenberg (Renault), 52

8. Kevin Magnusse (Haas), 49

...

Classificação do Mundial de Construtores:

1. Mercedes, 375

2. Ferrari, 360

3. Red Bull, 238

4. Renault, 85

5. Haas, 76

...

Comentários

Veja mais