Dovizioso mantém crítica, Lorenzo faz ameaça: “Um Jorge furioso é pior”

  • Redação Autoportal
Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso - São Marino
Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso - São Marino

O MotoGP está de volta neste fim de semana e o arranque da Ducati está a chamar as atenções; não pelo regresso à pista, mas pela troca de piropos entre os seus pilotos.

Depois Andrea Dovizioso já ter criticado o estilo de Lorenzo, o italiano voltou agora a comentar a prestação do colega de equipa. E o «picanço» de «Dovi» já teve uma resposta em tom de ameaça por parte do espanhol.

As críticas de Dovizioso em maio foram sucedidas por duas vitórias de Lorenzo, mas, em entrevista ao jornal «Marca», o italiano voltou a manter a sua posição desfavorável para o espanhol.

“Ganhar duas corridas não resolve o problema de ano e meio. Quem quiser ver isso assim que veja, não há problema. Mas Lorenzo não foi contratado para ganhar duas corridas. Por isso, não mudo de ideia.”

Jorge Lorenzo deu a primeira parte da resposta ao italiano de forma irónica: “Eu acho que com o meu método não me tenho dado mal na minha carreira. Consegui três mundiais de MotoGP e 46 vitórias. No meu segundo ano na Ducati estou a ser mais rápido do que ele regularmente. Talvez tivesse que estudar o método dele...”

“Na sua melhor época, [Dovizioso] foi segundo quando tudo lhe saiu na perfeição, porque, se não, está normalmente em quarto ou sétimo”, disparou Lorenzo na «Movistar MotoGP» segundo relata a «Europa Press». Mas o último «tiro» do tricampeão mundial foi o mais ameaçador.

“Cada um que vá pelo seu caminho. Isso si, é o que lhe digo, que me deixe ir pelo meu caminho e tudo ficará melhor porque, quando se tem um Lorenzo furioso, normalmente é sempre prior.”

Comentários

Veja mais