Estreia a vencer pela Ducati não evita saída: “Infelizmente, é tarde de mais”

  • Redação Autoportal
Jorge Lorenzo (Imagem Ducati Corse)
Jorge Lorenzo (Imagem Ducati Corse)

No fim de semana em que confirmou a saída da Ducati no final da época, Jorge Lorenzo ganhou pela primeira vez uma corrida desde que se mudou para a equipa de Borgo Panigale em 2017.

O piloto espanhol revelou logo na quinta-feira que em 2019 estará a pilotar outra moto. E a vitória deste fim de semana no GP de Itália de MotoGP não alterará essa situação.

“Infelizmente, parte de mim está triste porque acredito que se estas peças de que necessitava tivessem chegado mais cedo, talvez uns quatro meses antes, agora diria ‘Vou ficar na Ducati’ e agora poderia ter três ou quatro vitórias. Mas infelizmente essas peças chegaram demasiado tarde e coincidiu ganhar agora aqui. Infelizmente, já é tarde de mais e nos próximos dois anos estarei com outra moto.”

Lorenzo frisou, nestas declarações veiculadas pelo «TodoCircuito» que o seu “futuro já está decidido desde quinta-feira” e que “este resultado não vai alterar nada”, pois “agora, infelizmente, não há nada a fazer”.

Comentários

Veja mais