Lorenzo acusa Zarco de pilotar “como na PlayStation” e de “não mudar”

Jorge Lorenzo - GP do Japão
Jorge Lorenzo - GP do Japão

Jorge Lorenzo ficou bastante agastado com uma manobra de Johann Zarco durante o GP do Japão deste domingo em que as motos dos pilotos da Ducati e da Tech 3 Yamaha acabaram tocar-se.

O espanhol queixa-se de que o francês vai para cima dos adversários como se estivesse a pilotar sozinho. E não só acusa Zarco de ter uma condução de consola de videojogos, como frisa que o homem da Tech 3 ainda acha que está certo não percebendo o que está a fazer.

“Não foi a primeira vez que tive um contacto com Zarco neste ano. Ele é muito agressivo a ultrapassar. Parece que é como quando se joga PlayStation. Ele age como se não houvesse qualquer piloto à sua frente, entra na nossa trajetória e não se importa”, afirmou o tricampeão do mundo numa citação do «Motorsport.com».

O espanhol assumiu querer “falar com a Comissão de Segurança para ver o que se pode fazer”. “Para mim, pode acontecer algo no futuro”, previu Lorenzo: “Ele não tem consciência de que é muito agressivo. Eu fui falar com ele quando [a corrida] acabou, mas ele não pensa ter feito alguma coisa errada.”

E Zarco confirmou que entende não ter feito nada errado: “Estava confiante com a frente na Curva 9, podia atacar. Depois ele tentou ficar do lado de fora, mas eu saída curva, não estava a vê-lo, a pensar que talvez pudesse estar lá.”

“Tocámos porque em aceleração corremos normalmente pela minha trajetória e tocámos um no outro. Porque eu estava por dentro, eu tinha uma desvantagem”, acrescentou o francês.

MotoGP: Dovizioso volta a guardar-se para a última volta

Comentários

Veja mais