Magnussen “Pedi várias vezes desculpa ao Pierre depois do incidente”

  • Redação Autoportal
Kevin Magnussen
Kevin Magnussen

Kevin Magnussen revelou que pediu “várias vezes” desculpa a Pierre Gasly depois do incidente em que se envolveu com o piloto da Toro Rosso no GP do Azerbaijão de Fórmula 1.

O francês foi atirado contra o muro e afirmou que o piloto da Haas é “o mais perigoso” com quem correu. Magnussen acabou mesmo punido pela FIA, não só cum uma penalização na corrida, como com mais pontos na licença.

As desculpas foram agora tornadas públicas pelo dinamarquês depois da publicação de um artigo nesta segunda-feira. O «Crash.net» citou uma entrevista de Magnussen à Reuters em que o piloto da Haas fala da sua abordagem às corridas.

Entre as várias frases, estas são umas delas: “Não gosto de compromissos. Eu darei tudo. Eu morrerei no carro. Não me deterei.”

O «Crash.net» não deixa de referir no artigo desta segunda-feira que as palavras citadas do que foi pulicado pela Reuters foram ditas pelo dinamarquês à agência numa entrevista de lançamento do GP do Azerbaijão.

O dinamarquês fez assim questão de dizer que “este [artigo]”, com o título «Piloto da Hass Kevin Manussen diz que não se deterá da sua abordagem nas corridas de F1», “precisa de uma pequena clarificação”. Com uma hiperligação para o «Crash.net», Magnussen faz desde logo questão de sublinhar que “entrevista foi feita antes da corrida em Baku e não tem o incidente com o Pierre por mote”.

“Eu não apertei o Pierre de propósito e pedi-lhe várias vezes desculpa depois do incidente”, assumiu Magnussen nas redes sociais reformulando o que disse entrevista: “Eu não quero morrer num carro de corrida.” “Eu estava a expressar a minha vontade de dar tudo a meu alcance para ter sucesso”, explica o homem da Haas.

Comentários

Veja mais