Alonso e Hamilton concordam que foi “a corrida mais chata de sempre”

  • Redação Autoportal
Lewis Hamilton (Lusa)
Lewis Hamilton (Lusa)

Lewis Hamilton e Fernando Alonso tiveram resultados diferentes no GP do Mónaco de Fórmula 1 deste domingo ganho por Daniel Ricciardo – o inglês da Mercedes foi 2.º; o espanhol da McLaren abandonou –, mas ambos concordaram na falta de interesse que a corrida motivou.

Hamilton afirmou logo após o final que “foi a corrida menos interessante” e, já na conferência de imprensa, reforçou o comentário.

“Estávamos simplesmente a passear, talvez a partir da volta 6. Literalmente a passear. Por isso, não foi estar verdadeiramente a fazer uma corrida. Quero dizer, o Daniel fez um grande trabalho hoje, estou super feliz por ele, mas, em última análise, estávamos todos desligados e apenas a passear, a garantir que chegávamos ao fim. O que não sei se foi entusiasmante para os adeptos ficarem a ver. Se foi, então não há problema.”

Alonso não fez uma comparação menor quando questionado sobre o desempenho dos novos carros no Mónaco. “Extremamente aborrecido. Quero dizer, esta foi provavelmente a corrida mais chata de sempre”, afirmou o espanhol de regresso a Monte Carlo depois de no ano passado ter prescindido desta prova para participar na Indy 500.

“Sem um Safety Car, sem bandeiras amarelas, acho que o desporto precisa de refletir um pouco no espetáculo porque isto é muito dececionante. Provavelmente, a corrida mais chata de sempre da Fórmula 1. Por isso, acho que devemos dar algo aos adeptos no final da corrida para devolver um pouco o custo do bilhete.”

Comentários

Veja mais