F1: pazes feitas entre Lewis e Max com aperto de mão público

  • Redação Autoportal
Hamilton e Verstappen fazem as pazes (Lusa)
Hamilton e Verstappen fazem as pazes (Lusa)

É a imagem que marca o arranque do GP da China de Fórmula 1: o aperto de mão entre. Lewis Hamilton e Max Verstappen quando se cruzaram no Circuito Internacional de Xangai quando davam autógrafos aos adeptos nesta quinta-feira.

O GP do Bahrain teve na ultrapassagem de Verstappen a Hamilton em que os carros tocaram – com marcas incontornáveis Red Bull do Holandês – um dos momentos mais destacados, sobretudo depois do final da corrida.

O inglês da Mercedes reagiu com insultos depois de sair do carro, mas Vesrtappen não quis aumentar a polémica mostrando compreensão pelas palavras ditas no calor dos acontecimentos. E quando voltaram a encontrar-se depois da semana passada selaram as pazes com um aperto de mão.

Hamilton e Verstappen fazem as pazes com um aperto de mão

“Geralmente, deixo as palavras para a pista. Depois deste incidente, não. Mas acabei de estar com o Max, acho que que é sempre bom ter respeito e mais importante do que eu ser o piloto mais velho senti que era importante ir ter com ele", contou Hamilton citado pelo «Motorsport.com».

E contou também o que lhe disse: “Quando estávamos a dar os autógrafos apertei-lhe a mão e disse Lamento o que aconteceu na última corrida, independentemente de quem é a culpa; não interessa, é passado.”

Hamitlon não soube contar o que holandês respondeu verbalmente, mas ficou satisfeito com o gesto: “Não sei, estava muito barulho, mas ele retribuiu.”

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais