GP de Itália: Hamilton dá lição de ataque em casa da Ferrari

  • Redação Autoportal
Lewis Hamilton (Lusa)
Lewis Hamilton (Lusa)

Lewis Hamilton venceu neste domingo o GP de Itália de Fórmula 1 reforçando a liderança do Mundial deixando Sebastian Vettel a 30 pontos quando ficam a faltar sete corridas para o final do campeonato.

Kimi Raikkonen ficou com o segundo lugar (100.º pódio da carreira) e Valtteri Bottas ficou com o terceiro lugar. Estes são os factos que resultaram da 14.ª porá da temporada.

A Corrida deixou muito mais para contar desde a partida e terminando com uma lição de ataque de Hamilton em casa da hoje favorita Ferrari para ganhar pela quinta vez em Monza.

Os Ferrari partiram da primeira linha e Raikkonen arrancou bem da pole e não permitiu ataques de Vettel. O alemão tinha mais com que se preocupar, até. Hamilton também entrou logo ao ataque e, se Vettel resistiu na primeira curva, já não o conseguiu fazer na Curva 4.

O inglês da Mercedes ganhou a posição e Vettel não levantou o pé não evitando também o toque que lhe danificou o carro e o atirou para o final do pelotão e com necessidade de ir à box.

Na frente, Raikkonen era agora a esperança da Ferrari em voltar a ganhar em Monza (o que não acontece desde 2010 com Fernando Alonso) – com Hamilton na perseguição e (também) Bottas mais atrás na peugada para o que fosse preciso... A Vettel passava a restar recuperar para minimizar os danos...

E o finlandês da Mercedes acabou por ter um papel decisivo na estratégia da equipa de forma exemplar executada por Hamilton. Raikkonen foi o primeiro da frente a trocar os supermacios da partida pelos macios.

Hamilton retardou a sua mudança tentando diminuir a distância virtual para o finlandês da Ferrari. E Bottas ainda mais. O finlandês da Mercedes só foi trocar para os macios quando conseguiu estar a fazer de tampão a Raikkonen e permitindo Hamilton se lhes colasse.

Isto custou a Bottas o terceiro lugar em pista para Verstappen feita a única troca prevista. Mas esse foi um mal menor que até viria a ser reparado no fim. Para o final da corrida, no que respeita á vitória, depois da perfeita estratégia Mercedes seguiu-se a segunda parte da lição de ataque de Hamilton.

Uma ultrapassagem espetacular do inglês campeão do mundo deu-lhe a liderança da corrida. E Raikkonen não mais pôde fazer do que ver o Mercedes seguir para o triunfo tentando manter o Ferrari de pneus muito mais desgastados no segundo lugar.

Bottas ainda tentou ganhar o terceiro lugar a Vertappen na luta da Corrida, mas o holandês voltou a defender-se co tudo o que tinha. Só que uma mudança de direção em zona de travagem que atirou o Mercedes para fora de pista não teve a complacência da Direção de Corrida e Verstappen acabou com uma penalização de 5 segundos.

O Red Bull ainda cortou a meta em terceiro, mas já nem sequer chegou a ir ao pódio. E nem sequer o quarto lugar Verstappen conseguiu manter passando também para trás de Vettel; cujo trabalho de recuperação deste domingo é pouco comparado com o que tem agora pela frente para o que resta do Mundial.

O filme da Corrida.

Classificação do GP de Itália de F1:

Classificação do Mundial de Pilotos:

Classificação do Mundial de Construtores:

1. Mercedes, 415 pontos

2. Ferrari, 390

3. Red Bull, 248

4. Haas, 84

5. Renault, 84

(...)

Comentários

Veja mais