Hamilton deixa jornalista aos gritos em entrevista que durou pouco

Hamilton
Hamilton

Aconteceu em Sepang, durante o GP da Malásia de Fórmula 1, quando o piloto Hamilton deu uma entrevista antes dos treinos a bordo do carro AMG GT R. A jornalista viu o trabalho dificultado e a única opção foi... gritar.

Provavelmente a jovem não esperava que fosse tão difícil falar com Lewis Hamilton a alta velocidade num carro com 585 cavalos de potência.

A jornalista fez a primeira pergunta e nem imagina o que ia passar a seguir: gritos e sustos, num circuito rápido, mas que o piloto conhece bem e para o qual está preparado.

É como um passeio de domingo”. Foi assim que Hamilton respondeu à primeira questão da jornalista, que quis saber como é dar uma volta ao traçado.

Enquanto o piloto acelerava, e a jovem o via manusear o volante com a apenas uma mão, os sustos aumentaram e o volume dos gritos dela também.

 

Em várias tentativas, lá conseguiu fazer uma pergunta, provavelmente estimulada pela experiência que estava a ter: “Considera-se um bad boy?”, perguntou.

Sereno e calmo, respondeu num tom tranquilo, como se não se passasse nada. Já a jornalista continuava a mostrar-se preocupada com a forma como o passeio podia terminar e lá deixou o papel de repórter sem conseguir questionar o que quer que seja.

Estas voltas, organizadas pela Mercedes e conhecidas como “Hot Laps with Lewis Hamilton”, são habituais e parecem querer garantir que o passageiro extra sai do carro a tremer.

Foi nesse âmbito que Hamilton, depois de questionar a convidada se achava divertida a viagem e se esta se estava a sentir nervosa. À resposta “sim” da jornalista, o piloto respondeu com um peão.

Comentários

Veja mais