Márquez explica ataque na última volta: «Tenho o potencial, vou tentar»

Marc Márquez - Honda - Misano
Marc Márquez - Honda - Misano

Marc Márquez venceu GP de São Marino de MotoGP depois de ter arriscado a ultrapassagem a Danilo Petrucci na última volta de uma corrida marcada pela chuca e pelas consequentes quedas.

O piloto espanhol está agora empatado com Andrea Dovizioso no Mundial. Se não tivesse ido para vitória, o segundo lugar de Márquez tê-lo-ia deixado com menos cinco pontos do que o italiano no campeonato.

Numa «corrida fantástica» onde foi «difícil manter a concentração» por que «foi muito longa», o piloto da Honda confessou que «as sensações iam mudando um pouco». «Na primeira parte estava a ter mais dificuldades. Na segunda parte estava bem, foi quando me senti melhor», contou Márquez em conferência de imprensa.

E foi nessa segunda parte que tomou a decisão que decidiu a corrida.

«A certa altura comecei a pensar no campeonato e digo se calhar a segunda posição é suficiente. Mas depois comecei a pensar mais e disse bem, tenho o potencial, pronto, vou tentar. Não sei, mas vou tentar porque nunca se sabe...»

E explicou assim que ter arriscado nesta corrida também fez parte da estratégia para todo o Mundial: «Ver-se-á se no final em campeonato se estes cinco pontos farão falta ou não.»

Comentários

Veja mais