Fórmula 1: Pirelli quer corridas com dois 'pit-stops'

Mudança nos compostos permitirá duas idas às boxes por corrida
Mudança nos compostos permitirá duas idas às boxes por corrida

A Pirelli ampliou a gama de compostos, além de torná-los mais suaves, numa tentativa de introduzir uma variação mais estratégica na próxima temporada da Fórmula 1.

Tal pode significar a introdução de dois 'pit-stops' por corrida em 2018. Pelo menos é esse o objetivo de Mario Isola.

“Considerando que toda a gama é um pouco mais macia, além de termos o hipermacio, agora temos a opção de usar os pneus macios o suficiente para realizar dois ‘pit-stops’”, disse o chefe da Pirelli F1. “Acho que três ‘pit-stops’ é um pouco demais, porque sabemos que pode ser um pouco confuso para as equipas", explicou.

"Há outra vantagem, com a mudança dos compostos as equipas poderão projetar um carro menos exigente com os pneus”, comentou. “Vamos dar a todos as mesmas oportunidades”, concluiu.

O teste em Abu Dhabi marcou o primeiro contacto dos pilotos com os pneus hipermacios, variante avaliada por Lewis Hamilton (Mercedes) como o melhor pneu alguma vez produzido pela Pirelli. Sebastian Vettel (Ferrari) também deixou elogios.

A Pirelli tem até dia 7 de dezembro para indicar os pneus que irá disponibilizar no GP da Austrália, o primeiro da temporada.

“Vamos ajustar a escolha e a seleção dos compostos para ter certeza de que podemos criar estratégias diferentes. A média de ‘pit-stops’ deve ser dois. Esta é a meta. Queremos estratégias alternativas”, concluiu, Isola.

Comentários

Veja mais