Verstappen: "Conseguem imaginar se tivéssemos motores Ferrari ou Mercedes?"

Max Verstappen
Max Verstappen. LAI SENG SIN/REUTERS

No fim-de-semana em que celebrou o 20.º aniversário, Max Verstappen celebrou... e de que maneira. O piloto holandês venceu o Grande Prémio da Malásia, o segundo na carreira, à frente de Lewis Hamilton, que segue na frente do campeonato.

O holandês conseguiu vencer o GP da Malásia com uma difícil ultrapassagem a Lewis Hamilton e terminou a prova com uma vantagem de 12,770 segundos sobre o britânico e 22,519 sobre o companheiro de equipa Daniel Ricciardo.

No final, Verstappen mostrou-se muito feliz pela vitória e comentou sobre o que poderia fazer se a Red Bull tivesse motores que conseguissem competir com a concorrência.

"Conseguem imaginar se tivéssemos motores Ferrari ou Mercedes? Eles nem nos viam! O mono lugar tem estado muito melhor, mas ainda temos alguns problemas com o apoio aerodinâmico, daí termos optado por uma solução diferente este fim-de-semana e parece ter resultado bem. Estou feliz por isso".

Esta é a segunda vitória da Red Bull em 2916, depois de Daniel Ricciardo ter vencido no Azerbaijão. Para já, a Red Bull já conquistou o mesmo número de vitórias de 2016, numa altura em que ainda faltam cinco etapas. Hamilton passou a somar 281 pontos, mais 34 do que Sebastian Vettel, que terminou a prova em quarto lugar, apesar de ter partido do fim da grelha.

Comentários

Veja mais