Miguel Oliveira e a corrida: “A estratégia é ganhar lugares cedo”

  • Redação Autoportal
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira

Miguel Oliveira fez neste sábado o 17.º tempo da Qualificação para o GP da Catalunha de MotoGP ficando com a sexta linha da grelha de partida destinada neste domingo.

O piloto português explicou que a aderência foi o seu maior problema e espera que a afinação para a Corrida permita começar a recuperar lugares desde cedo, como referiu no site da Ajo KTM.

“A nossa evolução ao longo do fim de semana não foi tão positiva como quereríamos. Os nossos adversários melhoraram muito os seus tempos e nós não o fizemos por uma margem grande. Na qualificação, o maior problema foi a falta de aderência; a moto não virava muito para o interior e eu tinha de forçar as coisas levando-a a deslizar para o exterior. Estou na sexta linha, o que não é bom porque estou no meio da grelha. Espero que amanhã [domingo] consigamos melhorar o nosso ‘setup’ e fazer uma boa recuperação desde o início. A estratégia é ganhar lugares cedo e depois fazer o melhor numa corrida que será dura para todos.”

Miguel Oliveira revelou ainda que não está a cem por cento fisicamente e, apesar de eserar que as dores que sente não serão impeditivas de um bom desempenho, só poderá confirma-lo na Corrida.

“Amanhã, a corrida começa mais cedo do que a qualificação, por isso, todos os pilotos terão um pouco mais de aderência. Fisicamente, não me sinto tão forte, pois tenho um pouco de dores no cotovelo; veremos como se comporta na corrida. Vamos ver se amanhã no ‘warm up’ conseguimos encontrar o caminho que permita ser mais competitivos. Na corrida, vamos lutar bastante para estar lá frente.”

Comentários

Veja mais