Miguel Oliveira: "Ser terceiro no campeonato não é o meu objetivo"

Miguel Oliveira
Miguel Oliveira

Depois da fantástica vitória em Phillip Island, Miguel Oliveira vira o foco para o GP da Malásia. O piloto português está a atravessar uma das melhores fases da carreira e o seu percurso em Moto2 não podia correr melhor com a equipa KTM Ajo.

"Conseguimos um primeiro e segundo lugares na Austrália e agora vamos para a Malásia onde eu e Brad [Binder] também obtivemos o mesmo resultado em 2015", disse em declarações ao site da equipa.

Ora, se Oliveira conseguir manter o ritmo que tem mostrado, Sepang não deverá ser um grande obstáculo. Contudo há que ter em consideração a dificuldade do traçado e o facto do piloto de 22 anos ainda não ter competido no circuito asiático em Moto2.

"Das duas corridas que restam, adoro Sepang e também gosto de Valência. Na verdade, são duas pistas onde sinceramente acredito que podemos ser competitivos. Vamos ver como respondemos, já que nunca andei numa moto de Moto2 na Malásia", salientou Oliveira.

A duas rondas do final do campeonato, o piloto português ocupa o terceiro lugar da tabela com 191 pontos, menos 52 que Thomas Luthi (Kalex) e menos 81 que Franco Morbidelli (Kalex). Atrás do português está Alex Marquéz (Kalex) com a diferença de um ponto. O cenário pode mudar já na Malásia, mas Oliveira salienta que isso não o preocupa.

A terceira posição no Campeonato do Mundo não é o meu principal objetivo. O meu objetivo real é desfrutar das rondas que restam. Conseguir essa posição no final seria um bom bónus, mas o mais importante é fazer um bom trabalho", garantiu.

Comentários

Veja mais