MotoGP: Tech3 atento a Miguel Oliveira e companhia

Miguel Oliveira - GP da Austrália (Lusa)
Miguel Oliveira - GP da Austrália (Lusa)

Os bons resultados da KTM e sobretudo de Miguel Oliveira, na Moto2 não passaram despercebidos e têm despertado a atenção das equipas MotoGP. 

A KTM juntou-se à Ajo Motorsport, equipa campeã em 2015 e 2016 com Johann Zarco, e entrou no universo Moto2 no início da temporada 2017 com a dupla Miguel Oliveira/Brad Binder. Ora, o piloto português foi de longe o maior protagonista com várias presenças no pódio e três vitórias consecutivas.

Há quem acredite mesmo que a KTM pode vir a dominar a categoria intermédia já num futuro próximo, como é o caso de Herve Poncharal, chefe da equipa Tech3.

Poncharal acredita que o sucesso da marca austríaca não ficar por aqui e crê mesmo que a força da KTM pode limitar a competitividade na categoria Moto2.

"O facto de ser uma verdadeira equipa de fábrica, relembra a história de David e Golias. O David ganha na história, mas na vida real não duraria muito", garantiu. "Penso que a Moto2 vai mudar".

Poncharal admitiu a possibilidade de terminar com o envolvimento da Tech3 na categoria, optando por uma nova moto em 2018.

"É preciso decidir se vale a pena continuar com o nosso projeto que embora competitivo, não tem capacidade para contar com os pilotos certos para vencer", atirou. "Há ainda a possibilidade de voltar com o registo que tínhamos nas 250cc com a Yamaha de Olivier Jacques. É preciso decidir", confessou

 

 

 

 

Comentários

Veja mais