Dakar 2018: Barreda vence etapa e corre risco de abandonar

Barreda finta dunas da 5.ª etapa do Dakar
Barreda finta dunas da 5.ª etapa do Dakar. Foto twitter Joan Barreda
partilha

Terminou a sétima etapa do Dakar para as motos. Na tirada de 726 km (425km cronometrados) que uniu La Paz a Uyni, Bolívia, Joan Barreda (Honda) liderou de início ao fim. O espanhol foi o primeiro a cortar a meta com o tempo de 5h11m10s.

Contudo Barreda teme ter más notícias. Na chegada a Uyni, o piloto confessou sentir fortes dores num joelho (depois de sofrer uma queda) que o impedem mesmo de se manter de pé. Uma lesão que promete ser grave e que pode colocar em risco a continuação do motard em prova.

Adrien Van Beveren (Yamaha) terminou a etapa no segundo lugar, a 2m51s de Barreda. Kevin Benavides (Honda) concluiu ao tirada em terceiro, a 8m02s do vencedor e companheiro de equipa. Toby Price (KTM) terminou em quarto lugar com mais 8m43s que Barreda, e Pablo Quintanilla (Husqvarna) fecha o top-5.

Na classificação geral, nova mudança: Adrien Van Beveren, voltou a assumir o comando com 3m14s de vantagem para Benavides. Joan Barreda está na terceira posição.

A situação pode voltar a mudar de figura, visto que Barreda corre o sério risco de abandonar a prova mais cedo.

(Em atualização)

 

 

 

Na terceira posição desta etapa, terminou Kevin Benavides a 8m02s do seu companheiro de equipa, depois de ter largado para esta tirada na liderança da classificação geral.

 

A fechar o top cinco desta primeira parte da etapa maratona, Toby Price (KTM) que gastou mais 8m43s que Joan Barreda, e Pablo Quintanilla (Husqvarna) que foi o quinto mais rápido a 8m53s do vencedor da tirada.

 

Com estes resultados, Adrien Van Beveren, voltou a assumir o comando do Dakar, com 3m14s de vantagem para Kevin Benavides, enquanto Joan Barreda está na terceira posição agora a 4m45s do líder da prova.

Comentários

Veja mais