Veja por que Gasly considera Magnussen “o mais perigoso” com quem correu

  • Redação Autoportal
Pierre Gasly (Lusa)
Pierre Gasly (Lusa)

Pierre Gasly não poupou nas palavras contra a condução de Kevin Magnussen no GP do Azerbaijão considerando-o o “tipo mais perigoso” com já correu.

“O Kevin é o tipo mais perigoso com quem já corri. Ele atirou-me literalmente contra o muro a 300 km/h no recomeço e arruinou completamente a corrida. Eu teria sido décimo na pior das hipóteses no último recomeço.”

O embate a 300 km/h no recomeço da corrida depois da saída do Safety Car de pista que motivou a ira do francês da Toro Rosso pode ser visto via redes sociais da Fórmula 1.

O incidente é também descrito nas palavras de Gasly.

“O Safety Car saiu, fui à box e era 11.º. Sabia que que podia ficar nos pontos. Eu ia passá-lo mesmo antes da linha 1 do Safety Cat, fui para o lado e ele atirou-me para o muro mesmo no meio e arrancou-me metade do fundo. As minhas duas rodas da frente ficaram no ar, partiu-me o retrovisor direito e também me dobrou a direção. Depois disso tentei apenas sobreviver até ao fim da corrida. Quase não fazia sentido correr depois disso.”

Magnusse recebeu uma penalização de 10 segundos e acabou relegado uma posição para trás de Gasly ficando no 13.º lugar. Além disso, o piloto da Haas foi penalizado também com dois pontos na licença totalizando oito nos últimos 12 meses – atingindo os 12 pontos no período de um ano, os pilotos ficam suspensos uma corrida.

Magnussen explicou-se dizendo que “tinha tantas vibrações no carro que os retrovisores de nada serviam”. “Eu não conseguia ver o que fosse”, justificou o dinamarquês da Haas.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais